O que faz um Consultor de TI

O que faz um Consultor de TI? Descubra agora mesmo neste post!


Com múltiplas funções, o consultor de TI é cada vez mais requisitado pelo mercado de trabalho. No entanto, justamente por causa do enorme leque de funções que ele acumula, os gestores podem ficar na dúvida: mas o que faz esse profissional? Como ele contribui para o sucesso de uma companhia?


Primeiramente, o papel do consultor é estratégico. Isso porque ele coloca a infraestrutura de TI para rodar de acordo com as necessidades do negócio. Mas que demandas são essas?


Vai depender do tipo de cliente que os contrata. Desse modo, o consultor de TI está em empresas de saúde, em indústrias, no setor de transporte, de distribuição elétrica, redes varejistas e em muitos outros.


Nesse contexto, as habilidades desse especialista podem ser aplicadas para diferentes propósitos. Desde o simples design de um site até a elaboração de softwares específicos, integração de sistemas, Business Intelligence, Big Data e muito mais.


Esse profissional também digitaliza e cria programas para gerenciar arquivos, apresenta soluções de TI para transações de comércio exterior e faz assistência técnica.


Como já deve ter ficado subentendido, não dá para explicar em poucas palavras o que faz um consultor de TI. No entanto, neste post, é possível encontrar um bom resumo sobre o trabalho desse técnico. Quer saber mais? Então confira!


O que é um consultor de TI e quais as suas atribuições gerais?


Com um conhecimento profundo sobre a área, o consultor de TI apresenta novas soluções, atualizações e ajustes nos sistemas corporativos. Seu know-how em informática e em negócios possibilita construir e configurar a estrutura tecnológica mais ajustada às melhores práticas de cada segmento.


Nesse sentido, faz parte das incumbências desse especialista uma análise de ponta a ponta na questão de TI da contratante. Afinal, para indicar o “tratamento” dos problemas, será preciso antes de tudo conhecê-los e dimensioná-los.


Quais são as soft skills exigidas nessa carreira?


O mercado de trabalho vem demandando habilidades emocionais do consultor de TI como um diferencial. Afinal de contas, o domínio técnico é algo básico para um profissional desse naipe. Assim, iniciativa e gosto por novidades costumam acompanhar os critérios de recrutamento desse especialista.


Geralmente, esses colaboradores contam com muita capacidade para trabalhar em equipe, uma vez que a maioria dos projetos de TI abrange múltiplos setores de uma companhia. A seguir, preparamos alguns dos atributos do consultor de TI para uma melhor compreensão. Observe!


Força de vontade


Os profissionais que atuam como consultores devem se dedicar à satisfação do cliente, o que exige esforço e empenho. Nesse contexto, eles precisam cumprir prazos e concluir trabalhos que correspondam às expectativas das empresas.


Atualização permanente


Basta um piscar de olhos para a tecnologia evoluir. Por esse motivo, o consultor já é acostumado a se adaptar a novos recursos, sistemas e modelos de trabalho. Assim, ele pode ser uma peça-chave para a implementação de mudanças.


Boa escuta e interpretação


O consultor de TI, principalmente no modelo terceirizado, é habituado a atender diferentes empresas, isto é, ele atua com metas bem distintas. Assim, esse técnico já tem a capacidade para escutar e compreender o que uma companhia precisa e espera em termos de sistemas e inovações.


Habilidade para atuar em grupo


Um expert nesse assunto que tenha experiência na carreira provavelmente já montou e gerenciou times de TI. Além disso, no processo de implementação e ajustes de sistemas de terceiros, o consultor atua na linha de frente, lidando com os usuários finais do core business.


É uma figura acostumada a se relacionar com muitas pessoas, de diversos departamentos. Por essa razão, na hora de escalar processos, ele pode ser decisivo para que o projeto dê certo. Não apenas pelo fator técnico, mas pelo componente humano envolvido.


Quais são os principais pontos de atenção de um consultor?


Um bom consultor de TI baseia seu trabalho em quatro pilares, que depois se subdividem em inúmeros outros. São eles:



  1.       Objetivos;

  2.       Prazos;

  3.       Responsabilidades de vários colaboradores;

  4.       Bons relacionamentos.


Desse modo, ele consegue traçar cronogramas complexos com precisão. Assim, a empresa consegue cumprir suas metas, incluindo qualidade e ritmo.


Quais são as responsabilidades específicas desse profissional?


O consultor de TI é um colaborador preparado para supervisionar ou integrar múltiplos projetos ao mesmo tempo. Na prática, ele coloca a tecnologia para funcionar a favor do negócio. Ou seja, basicamente ele mostra para a empresa como a inovação pode ajudar a conquistar suas metas e objetivos. Veja a seguir as funções na prática:


Compreender os requisitos de cada cliente


O consultor entende os requisitos das empresas contratantes para depois colocá-los em prática. Essa compreensão é fundamental para o restante do trabalho: produzir soluções que atendam às expectativas.


Fornecer orientações táticas e técnicas


O consultor proporciona diretrizes para os líderes tomarem suas decisões de infraestrutura de TI. Desse modo, ele vai dizer como a companhia chega a seus propósitos de modo mais econômico e eficiente. Um profissional com ética trata essa relação com seriedade, nunca levando em conta interesses escusos na hora de se manifestar.


O consultor de TI também atua na preparação dos atuais sistemas para a inovação que eventualmente for adotada.


Supervisionar projetos e contribuir com os times internos


O consultor pode monitorar, se for demandado para isso, as iniciativas de TI desde o projeto até a adoção da nova solução. Isso inclui suporte para os colaboradores internos, sejam de TI, sejam de outras áreas. Desse modo, o consultor ajuda em vários departamentos, não apenas os ligados diretamente à tecnologia.


Nesse contexto, é comum a participação dessa figura na gestão estratégica, em vendas, na produção, entre outros departamentos.


Projetar redes e sistemas


Ele estabelece qual será a arquitetura utilizada, proporcionando as funcionalidades certas para os sistemas, conforme os gaps e metas. Assim, ele define os requisitos de hardware, software e rede.


Depois disso, ele participa dos testes, da instalação e do monitoramento dos novos recursos. Em outras palavras, ele constrói um verdadeiro plano de ação de TI.


Treinar colegas e leigos


O consultor de TI também atua na capacitação dos usuários finais de determinado programa. Esse preparo não se limita aos trabalhadores internos de TI, mas sim todos aqueles que vão usar a inovação em suas rotinas.


Fazer serviços de assistência técnica


Também é papel de um consultor fazer a devida assistência técnica. Dessa forma, ele age diante de bugs e demais inconformidades, garantindo que a estrutura de TI volte a operar em sua capacidade máxima.


Corrigir e adaptar sistemas em uso


Mais uma atribuição desse colaborador é analisar os sistemas atuais de uma companhia. A partir desse diagnóstico, ele aponta as modificações necessárias para refinar esses recursos tecnológicos.


Desenvolver relatórios, documentos e manuais de uso


O consultor de TI elabora relatórios sobre o planejamento e o andamento das inovações que a empresa escolheu adotar. Além disso, ele produz e arquiva documentos que envolvem esses processos.


No caso da integração, construção e instalação de novos sistemas, esse especialista escreve manuais técnicos para os usuários desses programas. Assim, todos os funcionários conseguem aproveitar ao máximo os recursos de TI disponíveis.


Portanto, o consultor de TI tem uma importância enorme nas organizações hoje em dia, independentemente do segmento. Assim, com a ajuda desse verdadeiro perito da informática, é possível partir para automação, escalar processos e adequar as corporações às elevadas exigências do mercado atual.


195 dias atrás - 7 min


Compartilhe:

INSCREVA-SE